Fiocruz, em parceria com IBMP e Tecpar, implanta Unidade de Apoio ao Diagnóstico Covid-19 em Curitiba

por / Sexta-feira, 24 Abril 2020 / Categoria Acontece, Notícias

A Fiocruz em parceria com o Instituto de Biologia Molecular do Paraná (IBMP) e Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar), em caráter emergencial, implantou a Unidade de Apoio para o Diagnóstico da Covid-19 para atender ao aumento da demanda pelos testes moleculares de acordo com o protocolo de RT-PCR, padrão ouro estabelecido pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para diagnóstico do vírus Sars-CoV-2.

A unidade já está em operação com duas plataformas em funcionamento, tendo capacidade de realizar mais de 1.000 testes por dia. A expectativa é de que nas próximas três semanas outras oito plataformas entrem em operação 24h/dia e 7 dias/semana. Ao todo, serão 10 plataformas automatizadas para a realização de testes, o que possibilitará a ampliação da testagem molecular para mais de 5.000 testes/dia. Com esta estrutura, a unidade será referência no diagnóstico molecular para a Região Sul (Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul).

A nova unidade, que está localizada no Parque Tecnológico da Saúde no Tecpar, sede do IBMP em Curitiba, foi implantada em poucos dias a partir de uma colaboração com o Tecpar, o Instituto Carlos Chagas (ICC) – Fiocruz/PR e o Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos Bio-Manguinhos/ Fiocruz, que contribuiu com a capacitação dos profissionais e com o envio de equipamentos de extração de material genético e de RT-PCR em tempo real, tecnologias utilizadas no diagnóstico molecular. Além destes, foram acrescidos equipamentos que antes eram destinados ao desenvolvimento tecnológico no próprio IBMP, e outros adquiridos com recursos do Ministério da Saúde.

Para operacionalizar a unidade diagnóstica, o IBMP e o ICC reforçaram as equipes de pesquisadores especializados em Biologia Molecular e equipamentos, além de realizarem obras de infraestrutura.

A iniciativa contribui com as estratégias da Secretaria de Saúde do Paraná e dos órgãos de coordenação nacional do Ministério da Saúde e permite que os governos federal, estadual e municipal possam ampliar a oferta de testes para a vigilância e o controle da Covid-19.

Produção de kits – O IBMP também começou a produzir kits de diagnóstico para o coronavírus em sua planta de produção em Curitiba-PR, em alinhamento com Bio-Manguinhos/Fiocruz. Estes kits foram desenvolvidos pelos dois institutos em tempo recorde e já vinham sendo produzidos e distribuídos pela Fiocruz para laboratórios centrais de todos os Estados do Brasil.

O Kit de diagnóstico molecular tem como objetivo identificar um fragmento específico do genoma do coronavírus. As amostras respiratórias são coletadas da oro e nasofaringe e encaminhadas aos laboratórios para testagem. A técnica utilizada em laboratório é a PCR em tempo real: os laboratórios preparam os reagentes de acordo com as instruções do kit e com os treinamentos realizados, adicionam o material extraído e podem acompanhar no equipamento, em tempo real, se há presença ou ausência desses alvos referentes ao coronavírus.

Bio-Manguinhos e o IBMP estão ampliando em quantidade expressiva a produção de kits, de modo a atender a enorme e crescente demanda por kits em todo o país.  “Não faltarão kits para diagnóstico no SUS”, explica o diretor-presidente do IBMP, Pedro Barbosa Ribeiro.

 

TOP