Bio-Manguinhos, Tecpar e IBMP e avaliam retomada de produção de insumos para vacinas no Paraná

por / Quinta-feira, 23 Setembro 2021 / Categoria Acontece, Notícias

Pesquisadores do Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos – Bio-Manguinhos/Fiocruz, do Tecpar e do IBMP estão reunidos desde quarta-feira (21/09), no Parque Tecnológico da Saúde, em Curitiba-PR, para analisar o projeto de instalação de uma infraestrutura voltada ao fornecimento de novas soluções ao Sistema Único de Saúde (SUS).

A Fiocruz, o IBMP e o Tecpar já atuam em consonância no Parque Tecnológico da Saúde e agora trabalham em conjunto para planejar a retomada de produção de proteínas carreadoras, que são insumos importantes para a produção de imunizantes.

Até sexta-feira (24), o grupo participa de uma série de visitas técnicas para avaliar a viabilidade da proposta de implementar o processo de produção nacional destas proteínas, com a finalidade de alcançar autossuficiência nacional na fabricação de vacinas.

“Essa retomada contribui para a autossuficiência do SUS e fortalece o Paraná entre os principais estados do Brasil na área de biotecnologia e saúde humana”, afirma o diretor-presidente do IBMP, Pedro Ribeiro Barbosa.

Carla Wolanski, assessora da vice-diretoria de Produção de Bio-Manguinhos, considera muito positiva a retomada da aliança entre as instituições. “A princípio, a produção desta proteína vai permitir acelerar a transferência de tecnologia da vacina pneumocócica. Não precisaremos mais importar o insumo e esses recursos ficarão dentro do país. Este é o primeiro passo para as próximas parcerias voltadas para outras vacinas”, explica.

O diretor-presidente do Tecpar, Jorge Callado, destaca que o projeto interinstitucional começou a ser desenvolvido após a visita do governador Carlos Massa Ratinho Júnior à Fiocruz, no Rio de Janeiro, no início deste ano. “Reforçamos nossa parceria com a Fiocruz, que é estratégica para fortalecer a saúde pública e a autonomia na produção de insumos no Brasil”, enfatiza Callado.

PESQUISA GENÔMICA – O segundo projeto que está em andamento prevê a instalação de um Centro de Saúde Pública de Precisão no Parque Tecnológico da Saúde. O objetivo é avançar nos estudos genéticos, que podem trazer respostas mais precisas no diagnóstico e tratamento de doenças, focando na necessidade de cada indivíduo.

Nesta etapa, especialistas das três instituições vão planejar a elaboração de estudos da população com doenças raras e diversos tipos de câncer, por meio de sequenciamento genético de nova geração e pesquisa genômica.

COVID-19 – No ano passado, uma parceria entre as três instituições resultou na implantação da Unidade de Apoio para o Diagnóstico da Covid-19. A unidade foi fundamental na estratégia de testagem em massa da população paranaense e contribuiu para posicionar o Paraná como referência nacional na realização de testes do tipo RT-PCR entre os estados brasileiros.

PRESENÇAS – Participaram da abertura das atividades nesta quarta-feira (21/09) a gerente de Departamento de Relações com o Mercado de Bio-Manguinhos, Tatiana Sanjuan; o diretor-presidente do IBMP, Pedro Ribeiro Barbosa, a diretora de Desenvolvimento Institucional do IBMP, Meila Bastos de Almeida; o diretor Industrial da Saúde do Tecpar, Iram de Rezende, e a gerente da Divisão de Prospecção de Novos Negócios do Tecpar, Carolina Perottoni, além da equipe técnica do Tecpar.

Com informações da Ascom Tecpar

TOP