Pesquisadores do Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos – Bio-Manguinhos/Fiocruz, do Tecpar e do IBMP estão reunidos desde quarta-feira (21/09), no Parque Tecnológico da Saúde, em Curitiba-PR, para analisar o projeto de instalação de uma infraestrutura voltada ao fornecimento de novas soluções ao Sistema Único de Saúde (SUS).

O Instituto de Biologia Molecular do Paraná (IBMP) e o Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar) firmaram uma parceria para a modernizar o Centro de Desenvolvimento Tecnológico do IBMP e os centros de Tecnologia em Saúde e Meio Ambiente e de Tecnologia de Materiais do Tecpar. Nesta terça-feira (17/08), as diretorias das duas instituições realizaram uma visita técnica ao complexo tecnológico para marcar a conclusão das obras. 

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), o Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar), e o Instituto de Biologia Molecular do Paraná (IBMP) assinaram hoje (05/08) a formalização de duas iniciativas voltadas ao fornecimento de novas soluções ao Sistema Único de Saúde (SUS). Uma das iniciativas é o acordo para viabilizar a instalação de uma infraestrutura para a produção das proteínas chamadas de carreadoras usadas em diversas vacinas. E a outra iniciativa é assinatura de um termo que possibilita a implantação de um Centro de Saúde Pública de Precisão.

O IBMP doou 1 mil testes Teste Rápido Covid Antígeno para o Complexo Hospitalar do Trabalhador. Os testes rápidos serão utilizados em pacientes e colaboradores nas unidades que compõem o complexo, como o Hospital do Trabalhador, Hospital de Reabilitação, Hospital de Infectologia e Retaguarda Clínica, Hospital da Lapa, e Hospital Regional do Litoral.

O Instituto de Biologia Molecular do Paraná recebeu, no dia 26 de abril, da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), o registro de mais um produto: o Teste Rápido para Covid-19 Ag. O teste portátil detecta o antígeno do vírus Sars-CoV-2, por meio da coleta de amostra de secreção respiratória (nasofaringe) e apresenta o resultado em aproximadamente 15 minutos.

O Instituto de Biologia Molecular do Paraná (IBMP) está ampliando seu portfólio de soluções diagnósticas que utilizam a plataforma tecnológica de biologia molecular. O foco prioritário são doenças de interesse para a saúde pública e vigilância epidemiológica.  Em seu rol de produtos estão os Kits de diagnóstico para Covid-19, Febre Amarela, Zika, Dengue e Chikungunya (ZDC)e Tracoma, todos baseados na plataforma de Reação em Cadeia da Polimerase em Tempo Real (qPCR).

A Unidade de Apoio ao Diagnóstico da Covid-19 implantada pelo Instituto de Biologia Molecular do Paraná (IBMP), em parceria com a Fiocruz e o Tecpar, atingiu no dia 9 de março a marca de 1,5 milhão de testes RT-PCR realizados.
A Unidade opera com capacidade de realização de 11 mil testes por dia e para dar conta da demanda, foram contratados aproximadamente 140 profissionais que se revezam em três turnos para manter o laboratório em funcionamento 24 horas por dia, sete dias por semana.

Neste mês o IBMP encaminhou ao secretário-geral das Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, a carta de adesão ao Pacto Global, na qual se compromete a apoiar os dez princípios sobre direitos humanos, trabalho, meio ambiente e combate à corrupção e torná-los parte da estratégia, da cultura e das operações cotidianas do Instituto. 

No início de 2021 a Unidade de Apoio ao Diagnóstico da Covid-19 implantada pelo Instituto de Biologia Molecular do Paraná (IBMP), em parceria com a Fiocruz e o Tecpar, atingiu a marca de 1 milhão de testes RT-PCR realizados. O teste RT-PCR é padrão ouro estabelecido pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para diagnóstico do vírus Sars-CoV-2.
Atualmente, seis em cada dez testes RT-PCR realizados no Paraná são processados na Unidade que está instalada desde abril de 2020 no Parque Tecnológico da Saúde do Tecpar, em Curitiba, por meio de uma parceria entre as três instituições – IBMP, Fiocruz e Tecpar.

Pedro Ribeiro Barbosa

Diretor Presidente do Instituto de Biologia Molecular do Paraná (IBMP)

O Secretário estadual da Saúde, Beto Preto, disse há poucos dias que “a vacina que temos hoje é a testagem RT-PCR”.  Importante e acertada afirmação, ainda que estejamos todos esperançosos e com razão, pela efetiva chegada das vacinas. 

Página 1 de 7
TOP