Unidade de Apoio ao Diagnóstico da Covid-19 atinge a marca de 2 milhões de testes RT-PCR realizados

por / Terça-feira, 01 Junho 2021 / Categoria Acontece

Com mais de um ano em funcionamento, a Unidade de Apoio ao Diagnóstico da Covid-19 implantada pelo Instituto de Biologia Molecular do Paraná (IBMP), em parceria com a Fiocruz e o Tecpar, já realizou mais de 2 milhões de testes RT-PCR, considerado padrão ouro pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para diagnóstico do vírus Sars-CoV-2.

Esta foi a primeira central de testagem de alto processamento do Brasil e a unidade que mais realizou testes até agora. O primeiro milhão foi alcançado no dia 31 de dezembro de 2020, com 8 meses de pandemia, e o segundo milhão nos primeiros 4,5 meses deste ano.

“Este não é um recorde do qual não nos orgulharmos, pois significa que a pandemia ainda está em evolução. Esta Unidade foi implantada para contribuir na identificação dos positivos, rastreamento dos contatos e com isso diminuir a transmissão, mas infelizmente não é isso que vem ocorrendo”, afirma o diretor-presidente do IBMP, Pedro Ribeiro Barbosa.

A Unidade instalada no Parque Tecnológico da Saúde, em Curitiba, entrou em funcionamento no dia 17 de abril de 2020, e hoje opera com capacidade de realização de 11 mil testes por dia. Para atender a demanda crescente, foram contratados 140 profissionais que se revezam em três turnos para manter o laboratório em funcionamento 24 horas por dia, sete dias por semana. Atualmente, sete em cada dez testes RT-PCR realizados no Paraná são processados por esta central de testagem.

A Central de testagem iniciou as operações com capacidade de processamento de 1 mil testes/ dia. Com a instalação de oito novas máquinas, em junho de 2020 (primeiro pico da pandemia) a capacidade de processamento foi ampliada para 5 mil testes/ dia, e com a instalação de mais 2 máquinas de ultra processamento, em janeiro de 2021 atingiu a capacidade de 11 mil testes/ dia.

As amostras chegam à Unidade de Diagnóstico por meio do Laboratório Central do Estado (Lacen-PR), das 22 regionais de saúde do Paraná e pelo município de Curitiba. Os resultados são disponibilizados no Sistema GAL do Ministério da Saúde em até 48 horas. Embora a maioria das amostras analisadas sejam do Estado do Paraná, a Unidade também processou testes para outros estados de forma emergencial.

Paraná é líder – Segundo o boletim epidemiológico Covid-19 do Ministério da Saúde nº 62 de 13 de maio de 2021, o Paraná mantém proporcionalmente a liderança nacional em testagem RT-PCR. O documento mostra que o Estado realizou mais de 2,7 milhões de exames desde o início da pandemia. O número corresponde a cerca de 23,89% da população do Paraná, estimada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em 11,5 milhões de pessoas.

“Desde o início da pandemia a estratégia do Paraná em testar em massa tem auxiliado para um diagnóstico mais rápido e preciso da doença, priorizando a utilização do padrão ouro que é o RT-PCR. Com isso as pessoas podem iniciar imediatamente o isolamento e um tratamento para a doença”, afirmou o governador do Estado, Carlos Massa Ratinho Junior.

Para o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto, “a parceria com o IBMP possibilitou que o Estado ampliasse a capacidade de testagem e sem dúvidas muitas vidas puderam ser salvas com a agilidade destes resultados”.

TOP